As pequenas coisas

as pequenas coisasGuardava as pequenas coisas como joias.
Tinha ali, na caixinha que ela mesma fizera um único pé de sapato de boneca, um botão da primeira camisa do filho.
uma mini mesa com cadeira e tudo.
Havia pequenas coisas espalhadas na casa.
Quadrinhos com ideogramas japoneses que tinha uma simbologia de paz, harmonia.
Eram pequenos, mas de uma imensidão sem tamanho.

Volto às miudezas.
Essas que sempre guardava na caixinha que ela mesma fizera.
Adora as micro-coisas. As pequenas coisas que via no caminho.
A florzinha miúda no canteiro e tinha de abaixar para ver melhor, de tão pequena que era.
E foi a flor pequena que a encantou.
Primeiro a cor que tomou proporção de magia.
Como algo tão pequeno continha a imensidão das cores.
Sublimes.
Depois falou de definição.
Não consigo me definir sem ela. Tão imensa em mim.
Agiganta-se em detalhes de sabor na minha vida.
Só é maior a saudade.

Mariana Gouveia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s