meu ingênuo desejo

Meu ingênuo desejoSó ao teu ouvido, então devagarinho,
resolvi confiar o meu segredo, meu ingênuo desejo:

Contei-te, com a voz já quase rouca,
Que queria sorver, na minha boca
O vinho de teu beijo…

I. Franco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s