Sismo

A ferida e a volúpia*imagem: Google

Às vezes, pequenos grandes terremotos

 

  ocorrem do lado esquerdo do meu peito.

 

  Fora, não se dão conta os desatentos.

 

Entre a aorta e a omoplata rolam

 

alquebrados sentimentos.

 

Entre as vértebras e as costelas

 

há vários esmagamentos.

 

  Os mais íntimos

 

já me viram remexendo escombros.

 

Em mim há algo imóvel e soterrado

 

em permanente assombro.

Affonso Romano de Sant’Anna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s