Intimidades

intimidades

Há em todas as coisas uma mais-que-coisa
fitando-nos como se dissesse:
“Sou eu”, algo que já lá não está
ou se perdeu antes da coisa,
e essa perda é que é a coisa.

Manuel Antônio Pina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s