Minha sorte, o porte da verdade, dentro.

Minha sorte, o porte da verdade, dentro.
Que meu verso te traduza, te faça querer ser rima.
Ele te busca, ele te percebe.
Floresce em palavras, encanta no verbo.
Às vezes se perde, encontra você.
Às vezes se acha, já somos nós.
A melhor poesia, em dia que é certo.
Você é perto quando longe, distante quando saudade.
Minha sorte, o porte da verdade, dentro.

Dan Cezar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s