Nascimento

Nascimento

Vi a vida nascer do lado da cerca. Era uma explosão de amor nos olhos de quem paria.
Lembrei-me de quantas vidas vi nascer assim, ao pé dos olhos.
Bicho de asa, de voo, de bico, bicho que ama. Era quase uma magia pura ver nascerem as coisas. A flor que brota, o milho plantado. O bebê esperado.
Vi a graça de um sol que nascia. A lua que surge enchendo o céu com sua beleza.
Sou uma parteira de nascimento. De pegar na mão e chorar pela dom da vida de quem nasce. Seja gente, seja bicho, seja planta. Tudo que nasce me toca.
Nesse instante, Deus me faz um carinho na alma.

 

Mariana Gouveia
In Cadeados Abertos – Diário das Quatro Estações
Editora Scenarium Plural
pág. 25

Anúncios

7 comentários em “Nascimento

  1. Que lindo… ver nascer o mundo ao pé dos olhos. Rasgando a alma da gente que às vezes é tão apertadinha. Abrs

    Curtido por 3 pessoas

  2. Que infância maravilhosa

    Curtido por 1 pessoa

  3. Cris Campos disse:

    O nascimento, seja ele qual for, é um momento único, mágico. É, como você lindamente disse, um carinho divino na alma.

    Belíssimo Mariana!

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s