Sobre as esperas e as manhãs rotineiras.

Sobre as esperas e as manhãs rotineiras.

Pegou a senha. Havia uma fila imensa na espera dos dias.
Cavoucou a terra e plantou asas.
Quem sabe um dia poderia colher voos.
A menina do lado riu da piscadela do olho.
Ali, onde a vida já nem era mais, uma outra vida gera esperança.
Era dia de contar as horas.
Idealizou a condição do dia.
Pegou a receita das asas e foi viver.

Mariana Gouveia

Anúncios

2 comentários em “Sobre as esperas e as manhãs rotineiras.

  1. Lindo… tão você!
    Tão eu… tão nosso… tão Mari!

    Beijos, amada!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s