Pedido

Pedido

Ama-me sempre, como à flor do lírio

Bravo e sozinho, a quem a gente quer

Mesmo já seco na recordação.

Ama-me sempre, cheia da certeza

De que, lírio que sou da natureza,

Na minha altura eu brotarei do chão.

Miguel Torga

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s