Vestiu-se em meu corpo como se eu fosse roupa.

kamil Vojnar 1*imagem: Kamil Vojnar

Com as pontas dos dedos tocou me a clavícula como se me colhesse no varal de algum dia ensolarado.
Depois seus dois dedos, como bico de gavião, me violentaram.
Invadiu com tuas pernas as pernas que são minhas, entre coxas e desfios de tecidos; os sexos se esfregando ao entre dentes de nossos zíperes.
Em tuas meias, meia parte de mim. Eu, pernas e braços, claudicantes, sobre o piso do quarto. Você, peça íntima quarando na claustrofobia do varal.

Alexandre Pedro

Anúncios

2 comentários em “Vestiu-se em meu corpo como se eu fosse roupa.

  1. Cláudia disse:

    claudicantemente claustrofóbica! Tão eu.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s