Lembrava dela como um sonho…

 

Ileana Dora 1

Achava que não era. Mas lembrava dela assim.
Podia ser uma data importante. Não lembrava disso também.
Ela surgia com seu jeito de menina. Procurava alguma coisa no meu armário. Acho que era o soutien vermelho, que fez com ela nunca mais esquecesse o ele guardava. Ou mostrava.
Me olhava com fome de uma vida inteira.
Passava o dedo em minha boca. Dava ordens. Eu cumpria.
Aqui, bem aqui! – e ali, eu descobria o paraíso.
Bebia no ápice, meu gozo.
Andava de um lugar para o outro. O cheiro do sabonete ainda na pele.
Ficava quieta num canto. E eu a falar, falar.
Me toca de novo e meu gemido abafa a música que toca.
Fala da estação que chega. Primavera lá e eu outono.
Arde sol lá fora. Não sei se é sonho.
Viu a lua dar uma mordida no sol. O eclipse para ela é poesia.
Para mim, é o encontro de uma vida inteira. A lua vai parir mil estrelas dentro de mim. Engravidei de amor.
Sol virou quase meia lua. Ela me cobre de flores.
Sobe 6 andares para abraçar o céu.
Me beija como quem reza.
Me toca como se eu fosse sagrada.
Me possui como se eu fosse profana.
Gosta da fruta ali, onde eu escondo o sabor.
Promete voltar assim que o dia amanhecer.
Eu fico ali, deitada, com as flores no meu corpo, do jeito que ela deixou.
Não sei se já é amanhã.
Podia ser.
Desconfio que seja apenas um sonho. Mas, ainda tenho na boca o gosto dela.

Mariana Gouveia
*imagem: Ileana Dora

Anúncios

2 comentários em “Lembrava dela como um sonho…

  1. Cris Campos disse:

    Belíssimo Mariana!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s