Arrastão

arrastão

Seria leve e azul
Fossem apenas a seda e o mar
Mas coleciona conchas
Ao andar
E todo búzio que joga
Acerta
Uma nova estadia

Tempo de choco
Espera e nada
De pérola

Passando século
Naufragada
Junta na franja
Do pano
a milésima casa de ostras.

 

Adriane Garcia
*imagem: Tumblr

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s