O nome dela

o-nome-dela

Ouço fado, vejo estrelas.
Vejo o azul que ela desenhou na mesma palavra em fotografias.
Me deixa sem palavras – sempre.
Faço plagio na dimensão do agora em poemas...
Tornou meu dia melhor –  era só o primeiro dia.
Provou do meu sabor alado. Estranhou a palavra amor
e era a única palavra com que eu a poderia traduzir mesmo usando todos os verbos que conheço e os idiomas todos.
Quando quero voar, me dá asas.
Tudo sabe teu nome e tem o poder de adivinhar vontades.
Dou à ela asas para a liberdade e a palavra.
Ela me encanta com poemas que crio na imaginação.
Dou à ela a chave para a poesia.
Fico mais uma vez sem palavra e a palavra que falta vira poema, no nome dela.

Mariana Gouveia

*imagem: Christian Schloe

4 comentários em “O nome dela

  1. Coisa mais linda Mariana! Encheu meus olhos e coração! Bjs

    Curtir

  2. Lunna Guedes disse:

    Adorei o poema, mas a editora que existe em mim rosnou.
    Hunft

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s