No interior do silêncio: mais silêncio

“Eu nunca tive medo de escuro…
a noite foi sempre cenário das minhas invenções mais malucas.
No começo eu não sabia se dormia ou se fingia que dormia.
Não sabia se sonhava  ou se  inventava os meus próprios sonhos”.
Lunna Guedes

caminhada-10-567aaaaaa

Bambina mia

A noite conhece meus caminhos e meus cantos… O quintal ganha uma vida diferente da que acontece durante o dia. Há pássaros noturnos com seu canto diferenciado – quase um lamento…mas tão baixo que quase penso que fui eu quem imaginou o canto.
As folhas ganham formatos estranhos na sombra da noite e o céu tem dimensão de um portal para o silêncio. Elas dançam umas com as outras, posso apostar. De cima do telhado, parece que elas ganham vida além dos galhos.
Já te contei que de vez em quando deito no telhado para ficar olhando para as estrelas? Subo a escada que leva até a caixa d’água e ali ao lado deito para espiar as estrelas e a lua – que sempre me leva até você – e para não romper o silêncio canto baixinho: Luna tu…
O silêncio não é tão completo dentro da noite… mas no interior do silêncio o plim plim da tv me lembra que há mais alguém insone nas redondezas.
Hoje não tem estrelas. Tem trovões que me lembra você e alguns raios ao longe e o cheiro de chuva no quintal… mas tem lua e um halo enorme a emoldurar o brilho dela.
Choveu a noite inteira e grande parte da manhã. As flores ganharam o encanto das gotas e agora dormem na suavidade do tempo.
A medida que o relógio avança eu fico só com as memórias do que vivi durante o dia. Quase escuto o ressonar das pessoas e já em terra firme no meio do silêncio sou apenas eu e a silhueta do pássaro de todo dia que me acompanha dentro da noite. Lembro de você menina e seu texto a desenhar a noite e nessa hora uma moldura se abre dentro dos pensamentos e caibo dentro de sua história.
Hora de entrar para dentro e fechar os olhos para o sossego de quem reclama sobre o meu não dormir. Logo será hora de te encontrar dentro da minha manhã.
Bacio
Mariana Gouveia


Participam do projeto Missivas de primavera, os autores:
Adriana Aneli: www.adrianaanelicosta.com
Lunna Guedes: https://catarinavoltouaescrever.wordpress.com
Tatiana Kielberman: https://meusabismosfaceis.wordpress.com/
Chris Herrmann: http://www.christinaherrmann.com/
Mariana Gouveia: https://marianameggouveia.wordpress.com
Manogon Manoel Gonçalves: http://coisasdemanogon.blogspot.com
Emerson Braga: http://embusteiroviajante.jimdo.com/
Ingrid Morandian: https://www.facebook.com/ingrid.morandian?ref=ts&fref=ts

3 comentários em “No interior do silêncio: mais silêncio

  1. Lunna Guedes disse:

    Você me fez sorrir aqui dentro dessa tarde nublada de quinta… só agora consegui uma pausa nas minhas insanidades. Só agora consegui respirar para te ler como mereces, com calma, pausa. Vou lhe responder, mas não agora… esse aqui é apenas um aceno-abraço nos intervalos dos afazeres.

    Te amo imenso, minha Mariana…
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s