98. dos dias aleatórios de Abril

98. dos dias aleatórios de Abril

Cuiabá vai além das palavras quando amanheço… Suas rotinas entre as ruas que atravessou… O pão, em algumas janelas – ainda – leva meu pensamento para a minha meninice.
O jornaleiro que agora usa uma moto cresceu. Virou homem, o menino.
As árvores se eternizam nos quintais.
Outras, perdem espaço para o novo.
Cuiabá incendeia os dias em seu calor habitual ao mesmo tempo que aconchega aos que aqui chegam.
É ponto de partida e de chegada. É novo e velho junto, mostrando uma senhora que teve de se adaptar ao tempo.
O moderno se aliando ao antigo…
Um precisando do outro para se encontrar.
Cuiabá me viu feliz, me viu chorosa, me viu sonhar.
Me acolheu em suas ruas onde a poesia caminha ao meu lado.
A cidade me dá a magia dos seus amanheceres… me oferece colo em suas paisagens que se renovam a cada dia.
Tudo é novo todo dia.
Tudo é o que já era dentro do que posso explicar.
Em seus 298 anos, Cuiabá é esse braço aberto para te abraçar.

Parabéns, Cuiabá!

Mariana Gouveia
98. dos dias aleatórios de Abril

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s