114. dos dias aleatórios de Abril

114. dos dias aleatórios de Abril.JPG

Conheci uma menina que andava descalça e possuía sapatos dourados.

Em uma das mãos o rio desaguava. Levava a correnteza no sentido dos dedos, e fazia o vento desmaiar nas margens onde olho nenhum conseguia alcançar.

Na outra, possuía o dom do deserto – onde oásis era miragem mesmo – e a flor que brotava desenhava espinhos nos cabelos dela.

Cabia dentro do riso do dia e nas noites de insônia colecionava a saudade subversiva de amar.

Cantava canções de mar… Declarava poesia de rio e repentinamente desavisava o redemoinho de vento. Criava casulos para se renovar.

Era mão para pouso, ao mesmo tempo que amava a liberdade de voar…

Sabia da necessidade de sentir, mas mudava a metamorfose de viver.

Mariana Gouveia
114. dos dias aleatórios de Abril

Anúncios

5 comentários em “114. dos dias aleatórios de Abril

  1. gugacwo disse:

    Amooo, seu Blog, estou sempre acompanhando de forma anônima.
    Eu tenho 13 anos, e faço poemas e escrevo, é minha paixão! Por favor dê uma olhada , juro que vai gostar! https://tvweb2016.wordpress.com/2017/04/22/poema-o-lar/

    Curtir

  2. mariel disse:

    Uma garota das luas

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s