134. dos dias diferentes dos outros dias

134. dos dias diferentes dos outros dias.jpg

Carta ao meu filho aos cuidados do amor.

 

“Em algum momento uma árvore foi plantada
e o Universo, tratou de regar o instante como único
e o amor como incondicional”.

 

Eu sou a folha da árvore e você o galho de sustentação. A luz solar que soprou-me para o chão – eu, sombra – e você, o pomar que dá frutos e me trouxe de volta para casa. Você, minha casa.

Através de noites que fiquei sem dormir, você era o sono que eu acalentava.
Eu poderia descrever cada momento único entre o riso e o choro; entre a vitória e a derrota e a mão estendida para ensinar o caminhar.
Sempre o deixei livre, para escolher seu caminho dentro da liberdade que acredito.

Fui uma história que te desenhou e indicou caminhos e te mostrei o céu e te fiz entender sua dimensão perante o Universo e nossa pequenez diante de tudo.

Cantei canções para que você dormisse, para que acordasse, para que vivesse e entendesse que a vida é essa música incessante e que toca sem parar e por isso você cantou comigo e junto fizemos a trilha da nossa história.

Falei de fatos de anos atrás e você quis descobrir a história e o mundo era pequeno demais para além dos seus desenhos, onde você desenhava a floresta e o rio e do rio, o mar…

No meio do mar era uma ilha e na ilha, a caverna e te falei de deuses e de vilões…Dei-te herói… E você conheceu a retidão do homem que me ajuda a te amparar, e me equilibra nos momentos de ser mãe.

Eu acreditava que ser sua mãe era a melhor fórmula criada. E acreditava que podia te proteger de tudo. Ao longo da estrada arborizada, virei folha da tua árvore e assim, fazia parte da sombra que te protegia.

Você está crescido, já não acredita mais nos contos de fadas, mas diante de tudo que viu e ouviu já sei que nunca vai perder meu caminho e vai seguir o seu dentro do exemplo que aprendeu a conhecer.

Mas eu ainda acredito em tudo que te contei… E ainda assim, daquela árvore, céu à noite, ou sol de dia, é o meu galho de sustentação.

Das histórias que contei e dos contos que inventei você é o personagem principal de minha vida e a minha melhor poesia e eu o amo profundamente.

Mariana Gouveia
134. dos dias diferentes dos outros dias

Anúncios

9 comentários em “134. dos dias diferentes dos outros dias

  1. […] via 134. dos dias diferentes dos outros dias — O Outro Lado […]

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mariana, suas linhas nos leva por caminhos poéticos sempre! Beleza de texto! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

  3. Lunna Guedes disse:

    Que delícia ler essas linhas…
    que belo personagem essa autora ‘inventou’.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s