156. da geografia das coisas

156. da geografia das coisas.JPG

O homem da esquina contou sobre o pássaro solitário. Nunca havia motivo para voo, nem pouso. Que ele ficava ali, parado sem nenhum motivo aparente de alegria. E que a missão dele era encaminhar aves sem rumo. Que a maçaneta da porta da casa azul foi ele quem fez, depois de levar comida às aves. E que o pé de amoras foi plantado no quintal em um dia de chuva e que ele ficara ali, com o céu a derramar a água e o cheiro de terra molhada a invadir as janelas onde violetas brotavam… Que a água foi dando vida entre a raiz e a terra e que naquele dia desejou o pássaro para ser parte da árvore que nascia e que pássaro nasceu para pousar em galhos, onde frutos oferecessem o universo no sumo e não para pousar em fio, seco, sem vento, suporte ou sem algo para a fome.

Desenhou para mim as palavras dentro do mesmo tempo – a ave e a árvore –  Os dois. Entre o reencontro e a perfeição. Que era assim que tinha sonhado e que passaria a vida inteira a ser ponte para asa e pouso.

Havia quem dizia que era doido – o homem – e que o sonho era tão maluco quanto ele…

Eu, apenas imaginava que não importava o que falassem dele… que dentro dos olhos dele o céu criava jeito de espaço e morada para pássaros sem árvores. E que das mãos dele, já com instinto de cansaço ainda continuavam espalhando sementes em dias de chuvas.
Em cada dia ele repetia a história… Cada dia com uma ave diferente, cada dia com uma árvore nova e seu quintal se juntava ao meu e em oração pelas aves sem árvores ele criava dentro de sua história motivo para viver.

 

Mariana Gouveia
156. da geografia das coisas

Anúncios

2 comentários em “156. da geografia das coisas

  1. Maria de sa disse:

    “Em cada dia ele repetia a história… Cada dia com uma ave diferente, cada dia com uma árvore nova e seu quintal se juntava ao meu e em oração pelas aves sem árvores ele criava dentro de sua história motivo para viver.” A plenitude da criatividade -Adorável forma de viver. Amei Maria

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s