309. das fragilidades secretas

 

Talvez, um dia eu conte como é ser pássaro e a brisa ser essa rota do voo para além dos muros.

As flores se abrem e ainda é tarde. Logo, o noturno virá tomar conta do quintal.

A ave de todo dia é insistente no canto de eubemqueteviquasetevi e o céu parece se inclinar em um olho torto dentro da lente.

O desenho a lápis da flor na toalha ganha cores nas linhas bordadas… o gesto terno da xícara a receber o café para além das horas.

A pele virada do avesso não cabe no tato. As digitais estranham a memória do dia. Eram tantos os dias atrás que parecem outras eras. Na parede, a asa enleada de ave e o gesto simples de querer voar.

A chuva oculta na previsão que falha, o vento a espantar o trovão que não veio e o carro do churros a vender a doce mistura do chocolate ao leite, em uma voz que parece saída de uma história da infância. Derramo ternura pelo pássaro, que cede ao encanto do poente e some noite adentro em memória da lua que permanece acesa no coração dele em sua rota dissimulada rente ao chão, nas poças d’água, dos restos do que molhei o jardim.

 

Mariana Gouveia
309. das fragilidades secretas

4 comentários em “309. das fragilidades secretas

  1. Ana Horta disse:

    Lindo! Entrando no coração e aquecendo a alma de profundidade e ternura.

    Curtir

  2. Gosto deste presente eterno nos teus poemas. Presente sempre, mesmo quando você conjuga, por vezes, um passado ou um futuro de provocação. O presente não é a melhor das metáforas para eternidade? O presente não é também a melhor das metáforas para o que é diáfano, fantasmal? Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.