Não quero me reter nas impossibilidades,

Não quero me reter nas impossibilidades,

 

Moro nas noites vazias,
Frias,
Fartas de si mesmas,
Mais do que bastantes,
Sombrias…
Quero deslizar-me viajante,
Na perversa habilidade escura,
Nua,
Crua,
De viver possibilidades vadias…

 

Sibila De Andrade
*imagem: Gonzalo Villar

Anúncios

4 comentários em “Não quero me reter nas impossibilidades,

  1. mariel disse:

    Que nada te retenha

    Curtido por 2 pessoas

  2. expedicoesemfamilia disse:

    Muito bom o texto.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.