Gula

275. Gula

Te devoro

em olhares quase que banais…

não demoro

eu aceito e descubro teus sinais

Minha gula é feita de paixão

o delírio e a desgutação

Puro prazer!!

Me enfeito pra te ver…

 

Sedução,gosto do toque

e a explosão do gesto em meu pensar

Rubra de amor,me dou

me envolvo em degustar…

 

Te devoro é assim

que aprecio

o calor de cada beijo

corpo em cio

e o desejo

é mais que o medo de errar

fico assim por te amar.

 

Mariana Gouveia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s