Ira

273. Ira

Amanheci sentindo raiva. Ira mesmo…

De tudo que não vivi.

Do cheiro de café da manhã ao lado dela.

Do sol que queimou a pele dela, da risada que deixei de presenciar, das queixas sobre o trabalho, do telefone celular que acabou o crédito.

Senti raiva do perfume que não sei o nome, apesar de saber o cheiro; das mãos tocadas, sentidas.

Raiva dos aromas que não vividas vozes que não escutei e dos abraços que não foram dados.

Das vezes que ela olhou a lua, e eu não estava lá pra ver; das vezes que ela fechou os olhos por causa do sol, e ousem saber, não podia sentir.

Fiquei com raiva do fim de tarde que ela apenas fitava o horizonte, mas não era eu do lado dela… mesmo assim eu sinto raiva e falta. Falta de tudo que deixei de viver. De tudo que eu deixei de sentira ternura quando passava a mão nos cabelos, a doçura de apenas ver seus olhos se fechando brigando com o sono. Sinto raiva da música que ela ouviu por tanto tempo, e que voltava o cg pra ouvir porque gostava de cantar junto.

Mas, isso eu não vivi.

Sinto raiva de pensar na respiração ofegante, depois de correr pra fugir da chuva, ou do corpo molhado por ela… sinto raiva do silêncio que faz quando quer apenas pensar.

Sinto…

Sinto sua raiva de tudo que deixo de viver. Agora, por exemplo. O que estará fazendo? No que pensa, ou fala?

E isso eu estou perdendo. Deixando de viver. E por mais que ela viva dentro de mim, tenho raiva de viver fora dela.

Sabe aquela sensação de não ter existido antes de alguém?

Pois é.

É essa sensação que sinto… É como se antes dela a minha existência tenha sido apenas um borrão na memória. O que eu me lembro de antes dela é que eu já a esperava.

E por muitas vezes eu desenhei seu rosto no arrolhando as nuvens.

Era uma sensação de vazio só esperando para ser preenchido e é essa mesma sensação que hoje me faz chorar…

A sensação da raiva de não ter vivido você

Mariana Gouveia

Anúncios

2 comentários em “Ira

  1. Vie disse:

    Que subtileza. Muito boa representação da ira, que muitas vezes está presente nos pequenos pormenores da vida.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s