Gostava que fosses o céu e eu a montanha…

Universo estranhoo beijo era o tempo por inteiro e,
encontrávamo-nos todos os dias
ao pôr-do-sol;
porque ao nascer do dia
nos tocávamos sempre.”

Antonio Paiva