Flor

Frederike berger

A tua roupa interior
tem como tecido
a minha pele

 

Gonçalo Salvado
*imagem: Frederike Berger

Sem ti

Sem ti
sou apenas este vento
que investe contra
as árvores
e as desfolha longamente
muito antes do outono.

Gonçalo Salvado, in Vento/ Viento,

Desta tarde primavera que de ti vi brotar

BfmQKFLPH0I

É mulher que escondes em teu corpo a alma secreta das paisagens
com o seu fluir dos rios e seus socalco de pura dádiva e bondade.
Hoje,o meu coração,talvez te revele que não serás como ela passageira.
Qualquer coisa em ti perdurará na verde folhagem destas árvores que te vegetalmente te observam e tua música imitam porque te amo serás eterna,vives para além da invalidez do tempo.

És polen fecundante que o vento não sonega,pétala de lume a perfumar a brisa

Desta tarde primavera que de ti vi brotar e nos céus antes áridos entoam já suaves sinos anunciando que todos os dias serão agora teus,só porque fizeste de seda para mim.
não sei como dizer que a amo.nem sei o que fazer com todo este amor.tu és dentro de mim duma profundidade intacta que me referve o sangue.

Gonçalo Salvado

* imagem retirada daqui: Мои фотографии