impenitentes

impenitentes

*imagem: Tumblr

por teus pecadinhos alvos
ou pelo breu dos pecados
poderás ser condenado
porém os pecados rubros
encarnados de sem lei
de lascívia de desejo
elevam-te aos céus
que eu sei que eu sinto
que eu vejo

Líria Porto

Anúncios

órfã

órfã

chove
dentro fora
que os dias úmidos
como alfinetes
fincam as lembranças
de um outro tempo
quando as esperas
eram premiadas
por tua presença

(choro nuvens densas)

Líria Porto
*imagem: Tumblr

Da primeira vez

da-primeira-vez

que eu vi o mar
só pensei em asas
em voar pra longe
da segunda vez
que eu vi o mar
pensei numa barca
entrar devagar

da terceira vez
que eu vi o mar
não pensei em nada
atirei-me n’água
e nadei nadei
quase igual um peixe
um rio
uma onda

da próxima vez
quando eu vir o mar
vou morrer no mar
atirar a âncora

Líria Porto
*imagem: Tumblr