Porque têm horas em que o amor não basta.

6-11.qxp

 *imagem: Google


Eu te devo a luz do Sol.

Com que direito te condenei a sombra,

ao horário fixo,

ao silêncio?

Eu te devo o portão de minha casa

onde jamais estiveste.

Eu te devo minha família,

meus amigos,

minha vida,

um espaço na agenda,

uma foto no mural.

Porque têm horas em que o amor não basta.

Têm horas em que o amor…

O amor…

O amor esquece o outro,

que não quer ser só o outro,

quer ser o único.

Por te dever tanto,

por nada pedires,

por tudo eu te amo

e te peço perdão.

 

 

Maria Borges

Anúncios

Migração

Migração.JPG

Quando seu calor

me chama,

a neve do dia-a-dia

– que nas minhas asas pesa –

derrete…

Leve,

só com a alma no corpo,

para o nosso (clan)destino,

vôo..

Maria Borges

Diplomacia

Bec winell

 

Cada vez que nossos corpos se encontram,
diferentes na forma,
no tom e na textura,
o desejo é semelhante,
idêntica a procura…
Somos estrangeiros um no outro,
exilados por escolha na mesma fantasia
onde o antigo prazer se faz desconhecido…
Na primeira vértebra, sinto sua boca
e na última vibra o arrepio do perigo,
mas, se conquistada eu me rendo ao invasor,
refugiado, você me pede asilo
e eu dou…

 

Maria Borges

* Imagem: Bec Winnel

Dalí

odile van der stap

Quero, sem a pressa dos segundos
e sem a pressão dos minutos,
tocar você de todas as formas,
recriar nossos mundos…
Demarcar com a língua suas fronteiras,
para depois rompê-las…
Brincar com o impossível eterno a cada hora
e deixar o tempo para a rota circular dos relógios…

Maria Borges
*imagem: Odile Van der Stap