Open

Aberto

Fechar a loja, para que o amor, se um dia vier, tenha como resposta isto, de um vizinho:
“Loja? Olhe, eu moro aqui há dez anos e não me lembro de ter visto uma.
Morava aqui um sujeito estranho, que dizem ter virado fantasma.

Raul Drewnick
*imagem: Marta Orlowska

 

Anúncios

Reconhecimento

Reconhecimento.jpg3*imagem:Tumblr

Eu seria capaz de reconhecer todos os que te tocaram.
Talvez eles não saibam,
ou por estultície talvez tenham esquecido,
mas nos dedos deles ainda há vestígios de pétalas,
de brisa, de orvalho.

Raul Drewnick