Guarda roupas

nishe 2*imagem: Nishe

Quando você invade meu guarda-roupas,
me sinto linda.
Parece que tenho bom gosto.
Quando me veste.

 

Aden Leonardo

Anúncios

Dedos

natalia deprina 1*imagem: Natalia Drepina

Passei os dedos
pelos teus versos
acariciando
cada vocábulo
repleto de sentidos.

O deslizar suave
em cada detalhe
embeveceu-me
com a subtileza
de uma pena.

Susana Canais

Sei o som dos passos…

Sei o som dos passos*imagem: Tumblr

 

com que regressas a casa.

No quarto virado a norte,

a prevenir-nos de todos os invernos,

aguardo que prolongues em mim

a tua sombra intacta.

De frutos doces me enfeito.

Uma luz quase clandestina

inunda minhas margens

e deixa-me um rio no vinco da cintura.

O teu desejo terrivelmente puro!

 

Graça Pires in ” O silêncio: lugar habitado”

Perdi as mãos por tão pouco.

Por uma gota da água dos teus olhos,
pelo rumor na tua boca,
pelo ciciar dos ventos nas muralhas.
perdi as mãos por tão pouco…
Ficou-me a fome na boca,
fome de quem nada deseja
para além da antemanhã.
Acho um a um os meus dedos
delgados, ventos nos cabelos,
as palmas das mãos tão sulcadas,
tão leito onde as águas se demoram.
Com as minhas mãos perdidas
encontro branca
a nudez das tuas.
Com elas brinca
a fragrância da madrugada.

Lília Tavares
*Imagem: Andreas Kiss

A silenciosa força das flores

MaxSzocLeuven

*imagem: Max Szoc

 

A silenciosa força das flores
Emana de suas cores
Que são a sua voz
Os seus anúncios
O seu mosaico de intenções
E digressões

Vitais em seus prenúncios
Sua beleza

Sua inestimável fineza
Está
Em seu corpo a corpo com o desejo
Sua façanha é
Inspirar o beijo
Do errante visitante que as fecundaSilentes
Apelam
Dando gritos de perfume

Ana Hatherly