por onde em mim

something_of_nature_by_carlosjmroque-d4t6cz3
*imagem: Google


Escoa tua delicadeza por entre minhas pedras
onde se criou limo
Retiracom delicadeza
o limo por entre onde

me virei pedras

E fica

pedra ou limo

por onde em mim

entre

 
 
Hermes Bernardi Jr.
Anúncios

Sons íntimos

Abre um pouco os lábios...*imagem: Melany Fay

*

Abre um pouco os lábios,
deixa-os escutar o que te digo.

Pedro Jordão

Não digas o meu nome

23*imagem: Lukrecja Czerwonajcio

.

O “aqui”
acorda no mundo do poema
e ressuscita-me.

Não digas o meu nome.
Toca-me com a doçura do arco
e diz: “tu” ou
“estás aqui”.
São palavras voadoras
que nunca falham o alvo.

.

Rosa Alice Branco

Se você quiser eu danço com você

Anouk Lacasse  flores vento cabelos

no pó da estrada
pó, poeira, ventania
se você soltar o pé na estrada
pó, poeira
eu danço com você o que você dançar

 

se você deixar o sol bater
nos seus cabelos verdes
sol, sereno, ouro e prata
sai e vem comigo
sol, semente, madrugada
eu vivo em qualquer parte de seu coração

 

se você quiser eu danço com você
meu nome é nuvem
pó, poeira, movimento
o meu nome é nuvem
ventania, flor de vento
eu danço com você o que você dançar

 

se você deixar o coração bater sem medo

 

 

Lô Borges e Ronaldo Bastos

*imagem Anouk Lacasse

Pego na tua mão…

JAPARIDZEMAIN MAIN*imagem: Nick Japaridze


e beijo-a. Pego na tua mão e danço.
Pego na tua mão e apresso o movimento da terra à volta de nós dois.
Pegar na tua mão é viver de novo a vida de uma forma inteira.
Inspiro-te. Respiro-te. O cansaço é doce, estupendo, para sempre.
À nossa volta tudo arde no fogo verde desta primavera, e a inquietação é um fruto excitante, por colher. Não pares.
Continua a dançar comigo. Como se fizéssemos amor.

.

Joaquim Pessoa

Divã

Divã
*Imagem: Nan Goldin

Essa sou eu,
mas, às vezes, uma confusão bate e vou na janela.
Pergunto se posso tirar os sapatos. Mostrar quem sou de fato.
Tiro as roupas também? – pergunto –
Nua me mostro no espelho e o reflexo que vejo é ela.
Sempre ali. Cara sobreposta na minha. Olhosdelameninadosolhoseu.
É típica de tempestade interna essa indecisão/procura.
O espelho nunca te mostra onde é você mesma.
O reflexo me vende olheiras. Vazio branco oco por dentro.
Desatino.
Saio com riso de louca no olhar. Quebro o espelho.
Mais sete anos de sorte.
Tem consulta hoje?

Mariana Gouveia