Inquilino de mim

Inquilino de mim

Chegou como chega do espaço
trouxe flores,
pede abraço…
e tomou posse de mim
mas foi…

 Chegou como quem chega da vida
cheirava a sonhos, perdida
me entreguei…
mas foi…

 

Chegou como quem nem tinha ido
trouxe perfume, e o vestido
com o qual eu ficava bonita
e o senso comum era ir
e foi…
mas ficou inquilino de mim no coração. 

  

Mariana Gouveia

 

Bichinhos para a solidão

Bichinhos para a solidão

Dê-me dois
Daqueles bichinhos
De silêncio
Dois fofinhos
Um macho e uma fêmea
Vou soltá-los no
Apartamento
Para silenciosas cópulas
E comerão silenciosamente
Qualquer barulho
Sobrarão apenas sons que
Venham de música ou livro
Talvez fique uma
Risadinha de criança
Que vibre de muito longe

Logo terei variações de
Silêncios
Eles irão se multiplicar
Feito coelhos.

Adriane Garcia

A minha voz diz em braille…

a-minha-voz-diz-em-braile

sensações que posso ter
ainda que não te toque…
eu digo e quero saber
como será ler palavras
da própria voz fabricadas
com música distorcida
em tons, sobretons, vibratos
retratam eles a vida
na loucura de pintar
sem tela, pincel
[e ar]?

Eliana Mora